Sinto – me uma curadora em pleno caminho de cura interior, que acredita na diversidade, na inclusão, no aprender junto, na seriedade da brincadeira, no compartilhar, no uso de chaves especiais (trabalhos) para abrir portas e janelas do inconsciente.

7.jpg

 

Uma vez, há muito tempo atrás, retirei uma carta do oráculo Palavra de Criança, de Patricia Gebrim em um trabalho terapeutico. Nele, uma emoção ou tema é abordado sob o sábio olhar da criança interior, livre de amarras, e um conselho é sugerido para ser exercitado.

Tirei a cartinha que falava sobre o CURADOR, e nunca mais a esqueci ! Dizia ela:

Curador é uma pessoa que sabe que não pode curar ninguém. Ela sabe que cada um é seu próprio curador e ajuda você a descobrir isto. O curador é uma pessoa que tem muito amor.

E o conselho: seja seu próprio curador!

Trago em mim um genuíno respeito e amor pelo ser humano. Talvez porque tenha sofrido bastante na minha humanidade.

Muitas das formações em terapias holísticas que fiz tinham o objetivo primeiro de me auto-conhecer, de ser meu próprio curador. Você poderá conhecê-las acessando o site www.curarte.com, se desejar.

No entanto, foram a busca, o encontro comigo mesma, e a iniciação no budismo tibetano que moldaram a curadora e ser humano que hoje sou.

Conhecer Amma-Bhagavan e me iniciar como deeksha giver na Oneness University, India me permitiram mergulhar de forma intensa e profunda na minha missão.

Passo a passo, como uma criança, permito-me ser encaminhada e amparada na estrada da vida por esta Presença.

Desejo esta bênção a cada ser humano !

 

O verdadeiro afeto é deixar-se afetar !

Anúncios